arco senil

Arco senil: sintomas, causas e tratamentos

O corpo humano emite diversos sinais de envelhecimento. Pode ser a pele enrugada, cabelos brancos ou uma articulação que não funciona do mesmo jeito. O que poucas pessoas sabem é que os olhos também dão sinais como, por exemplo, a formação do arco senil, também conhecido como gerontoxo.

Essa condição atinge cerca de 60% das pessoas entre 60 e 80 anos, mas adolescentes e adultos também podem desenvolvê-la. Nesses casos a doença é denominada arco juvenil ou arco corneano.

O que é arco senil?

Arco senil é o nome dado a um arco de coloração branca, cinza ou azulada que aparece ao redor da córnea. Ele é composto de lipídios (gordura), geralmente colesterol.

A tendência é que o arco aumente com o passar do tempo, mas a doença não indica dano oftalmológico. Consequentemente, não afeta a visão.

Entretanto, a condição pode sinalizar um aumento da taxa de colesterol no sangue, doenças hereditárias, como a hipercolesterolemia, e algumas síndromes metabólicas. Por isso, é importante consultar outros médicos para entender os sinais.

O principal sintoma do arco senil é o círculo ao redor da córnea, sem perda de acuidade visual. Não há registro de outras manifestações características da doença.

Causas

A causa majoritária para o aparecimento do gerontoxo é o processo de envelhecimento. Apesar disso, em algumas situações, o excesso de gordura no sangue pode se acumular na região da córnea, formando o círculo. Ele pode surgir inicialmente pela metade e ir completando a esfera com o passar do tempo.

O aumento da taxa de colesterol, associado a uma dieta rica em gorduras também pode ser determinante.

Essa condição ocorre porque os vasos sanguíneos dos olhos ficam mais largos com o passar do tempo. Além disso, o envelhecimento favorece o acúmulo de gordura nos vasos da região dos olhos.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do arco senil deve ser feito por um oftalmologista. Por isso, ao perceber a incidência de um círculo cinza ou azulado no olho, faça uma consulta.

Durante essa consulta, o especialista verificará a existência do depósito de gordura, seja visualmente ou com auxílio de um biomicroscópio. Também é analisado se ocorre aterosclerose, isto é, obstrução das artérias por gordura.

Caso haja suspeita de que o gerontoxo seja causado por aumento do colesterol, o médico poderá solicitar um exame de sangue, a fim de verificar incidência de hipercolesterolemia. Caso seja comprovada, o tratamento pode incluir medicamentos para controle do colesterol e mudança de hábitos como, por exemplo, uma dieta com baixo teor de gordura e prática de atividades físicas.

Se a doença não for relacionada com o colesterol alto, não há nenhuma recomendação de tratamento, pois como mencionado, não existe prejuízo para a visão.

Tratamentos com fim estético para o desaparecimento do arco senil não são recomendados pela comunidade médica, visto que a eficácia ainda não foi comprovada, bem como os efeitos colaterais. A doença não tem cura, porém, de forma isolada, também não apresenta nenhum risco para a saúde.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Comentários

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular