doenças pálpebra

Saiba quais são as doenças das pálpebras e do aparelho lacrimal

Você sabia que existem diferentes doenças das pálpebras e do aparelho lacrimal? Os olhos são uma região muito sensível do corpo e estão suscetíveis a diferentes tipos de doenças e lesões. Algumas delas têm tratamento simples, mas outras exigem cuidados especiais, e até cirurgias. Conheça, a seguir, algumas patologias que podem afetar a região das pálpebras e do aparelho lacrimal.

Conheça as doenças da pálpebra e do aparelho lacrimal:

Blefarite

Trata-se de uma inflamação na região palpebral, geralmente onde crescem os cílios ou na parte inferior da pálpebra. A produção excessiva de uma camada lipídica gerada por glândulas causa irritações, inflamações e coceira. A doença pode ocorrer em pessoas com a pele muito oleosa ou devido ao uso de lentes de contato sujas. Embora seja uma condição muito incômoda aos pacientes, a blefarite não causa danos permanentes à visão.

Ptose (pálpebra superior caída)

Essa doença pode ser congênita ou adquirida. A borda superior da pálpebra se encontra abaixo de sua posição normal, podendo cobrir o eixo visual. Em alguns casos, a ptose apresenta apenas alterações estéticas. O tratamento é cirúrgico.

Ectrópio

É uma anomalia que faz com que a margem palpebral se distancie da posição normal. A pálpebra se afasta do globo ocular. Pode ser causada pelo envelhecimento natural ou por cicatrizes, tumores, alergias e exposição à radiação. Causa irritação ocular, lacrimejamento excessivo, dor e ardência na região.

Entrópio

A condição provoca a rotação interna, fazendo com que os cílios toquem os olhos. O contato dos cílios com o globo ocular causa irritação e desconforto ao paciente. A oculoplastia pode corrigir essa rotação e resolver o problema.

Tumores da pálpebra

Os tumores palpebrais podem ser benignos ou malignos. O diagnóstico é realizado por exame oftalmológico e, em alguns casos, biópsia. A remoção dos tumores é feita por meio de cirurgia, assim como a reconstrução da pálpebra.

Dermatocálase

Dermatocálase é o termo utilizado para definir o excesso de pele e flacidez nas pálpebras. Pode ocorrer nas pálpebras superiores ou inferiores. A correção é feita com cirurgia.

Triquíase

A doença faz com que os cílios percam o direcionamento natural e cresçam em direção ao globo ocular. Pode ser causada por inflamações, infecções, doenças conjuntivas ou traumas. Pode ser bilateral ou unilateral. Em alguns casos, os cílios podem ser vistos a olho nu, mas, em outros, a doença é diagnosticada pelo trauma na córnea. O tratamento, na maioria das vezes, é feito por meio de cirurgia.

Síndrome do olho seco

A síndrome do olho seco é uma anomalia que causa uma redução na composição ou na produção das lágrimas. Isso prejudica a lubrificação dos olhos e causa dores fortes devido ao ressecamento da superfície do olho, da córnea e da conjuntiva.

Se você sente algum incômodo ou desconforto na região dos olhos, pode ser um caso de doença nas pálpebras. Por isso, o acompanhamento periódico com um oftalmologista é essencial. O diagnóstico precoce das possíveis patologias faz com que o tratamento seja mais rápido e simples.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Comentários

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular