Os perigos do uso de óculos de sol falsificados

Segundo um levantamento da Associação Brasileira da Indústria Óptica (Abióptica), dos 24 milhões de óculos de sol produzidos no Brasil, cerca de sete milhões não são originais. Contudo, o uso de óculos de sol falsificados pode representar um grande risco à saúde.

Embora tenham o preço mais acessível e, em um primeiro olhar, se assemelham a uma cópia fiel ao produto original, os óculos “piratas” não oferecem as mesmas proteções. Neste post, você irá conhecer um pouco mais sobre os perigos desses acessórios.

Conheça os perigos dos óculos de sol falsificados

Apesar de ter se tornado um acessório de moda e até ser amplamente utilizado em função dos benefícios estéticos, os óculos de sol são essenciais para manter e proteger a saúde das estruturas oculares.

Isso porque, ao utilizar esses óculos, a pupila se esforça mais para absorver a luz e, com isso, aumenta de tamanho. Assim, quando o acessório oferece as proteções adequadas, principalmente contra a radiação ultravioleta, esses órgãos não são danificados.

Por outro lado, os produtos falsificados não possuem nenhuma proteção. Com isso, você irá utilizá-lo, a pupila irá se dilatar e os raios solares incidirão normalmente sobre ela, sem qualquer filtro.

Desse modo, haverá uma penetração maior da radiação ultravioleta na pupila, provocando graves danos no cristalino e na retina, ocasionando doenças. Consequentemente, o indivíduo poderá relatar dores de cabeça, cansaço e desconforto na visão

Neste sentido, os óculos de sol falsificados representam um grave risco à saúde ocular. A seguir, listamos algumas das condições que podem ser ocasionadas ou favorecidas pelo uso de óculos “piratas”.

Queimaduras no olho

As queimaduras no olho podem surgir em função de lesões provocadas pelo contato com substâncias químicas ou pela exposição aos raios solares. Assim, podem afetar tanto a conjuntiva quanto a córnea e as pálpebras.

No caso das queimaduras térmicas, o uso de óculos escuros falsificados provoca uma falsa sensação de segurança. Como não possuem filtros contra a radiação UVA e UVB, as estruturas oculares ficam expostas aos danos causados pelo sol.

Tumores palpebrais

As pálpebras são as estruturas oculares mais afetadas por tumores benignos e malignos. Entre os principais agentes causadores estão os danos causados pela exposição solar ao longo da vida, especialmente os tipos chamados de carcinomas.

Assim, existem algumas medidas que ajudam a prevenir essa condição, como, por exemplo, o uso dos óculos escuros. No entanto, se o acessório não for de boa procedência, essa medida preventiva perde o seu efeito.

Ceratite actínica

Outro perigo do uso de óculos de sol falsificados são as inflamações da córnea, especialmente  a ceratite actínica. Essa condição costuma afetar pessoas que se expõem demasiadamente ao sol sem qualquer proteção.

Doenças oculares

Pterígio, catarata e degeneração macular relacionada à idade (DMRI) são algumas das doenças oculares que podem ser favorecidas pelo uso de acessórios falsificados, que não oferecem nenhum grau de proteção. Ainda, caso já exista uma lesão cutânea na pálpebra, a exposição dela ao sol pode acelerar o desenvolvimento de um câncer de pele.

Então, com a leitura deste post, você conheceu os principais perigos de utilizar óculos de sol falsificados. Por isso, ao comprar este acessório, opte por produtos de origem confiável e que disponibilizem proteções contra a radiação ultravioleta.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Comentários

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular