lentes de contato

Quando devo optar pelo uso das lentes de contato?

Quando devo optar pelo uso das lentes de contato?

A escolha pelo uso das lentes de contato para resolver algum problema ocular sempre deixa as pessoas em dúvida. Seja para saber o momento certo para usar ou se é mais vantajoso em relação ao óculos de grau.

É uma decisão que exige conhecer bem como é o uso das lentes de contato e ter a devida orientação médica. Dessa forma, além de evitar problemas na adaptação, não vai comprometer a saúde ocular e garantir uma visão perfeita.

As lentes de contato tem a mesma finalidade dos óculos, corrigir problemas de refração. Você sabe quando escolher usar a lente? Para ajudar a esclarecer o assunto, confira neste post qual o momento ideal para adotar uma nova forma de cuidar da visão!

Quais as vantagens de utilizar a lente de contato? 

As lentes de contato é uma opção muito utilizada nos dias atuais, principalmente por oferecer vantagens para a rotina e tratamento do problema. É uma alternativa procurada por quem não se adapta bem aos óculos de grau.

As principais vantagens de usar as lentes de contato são:

  • não ficam embaçadas;
  • não atrapalham quando se pratica esportes e atividades ao ar livre;
  • causa menos distorções e obstruções da visão;
  • confortável;
  • acompanham a curvatura do olho, proporcionando um campo de visão mais amplo;
  • permite o uso estético, mudando a cor dos olhos;
  • Lentes multifocais, com proteção contra a luz azul.

Quais os problemas de visão a lente pode ser usada?

Basicamente, as lentes de contato podem ser eficientes para resolver os mesmos problemas dos óculos de grau. Entretanto, é recomendável consultar um oftalmologista antes de utilizar as lentes, para uma avaliação personalizada.

Pode-se resolver com o uso das lentes os seguintes problemas de visão:

  • astigmatismo;
  • hipermetropia;
  • miopia.

Quem pode usar as lentes de contato?

Qualquer pessoa pode utilizar as lentes de contato para correção de problemas com uso de grau. Embora seja necessário realizar uma consulta para analisar a situação e verificar se não há contra indicações. Também é importante verificar com o oftalmologista se existem restrições, como:

  • gravidez;
  • exposição a ambientes com poeira e produtos químicos.

Quando é preciso optar pelo uso das lentes de contato? 

De forma geral, a escolha do uso das lentes de contato segue as preferências pessoais, onde o individuo considera fatores como conforto, má adaptação aos óculos, estética e estilo de vida.

É importante levar em consideração também a alteração patológica na visão, para saber se terá a mesma eficiência dos óculos. Ao analisar todos esses fatores é possível saber se é o momento ideal para substituir os óculos de grau por uma lente de contato.

Cabe ressaltar que qualquer alteração no tratamento de uma patologia que afeta a visão é indispensável ter o acompanhamento de um especialista, sobretudo para definir o tipo de lente ideal. É a garantia que não haverá problemas e as lentes serão eficientes para promover uma visão de qualidade.

Além disso, você vai ter o direcionamento correto, seja para melhorar questões estéticas ou a funcionalidade, tudo sem comprometer a saúde ocular. Portanto, se está pensando em usar as lentes de contato, não deixe de ter apoio médico.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular in Todos
Tudo o que você precisa saber sobre as lentes de contato

Tudo o que você precisa saber sobre as lentes de contato

As lentes de contato são uma alternativa segura para a correção dos erros de refração. Porém, é um acessório que exige dedicação e atenção de quem for utilizá-lo, principalmente no que diz respeito à limpeza e aos cuidados.

Você tem dúvidas sobre o assunto? Então, continue a leitura do post. A seguir, explicaremos tudo sobre a adaptação, vantagens e desvantagens e higienização dessas lentes.

Quem pode usar as lentes de contato?

Em primeiro lugar, para estar apto a utilizar as lentes de contato, o indivíduo precisa consultar-se com um oftalmologista. De modo geral, as lentes de contato são indicadas para quem possui algum problema na vista, tais como, miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Apenas com a recomendação de uso, inicia-se o processo de adaptação. Assim, o profissional irá receitar as lentes e depois você irá testá-las. No próprio consultório, o oftalmologista irá orientar sobre como utilizá-las e os cuidados que precisará ter.

No começo, a recomendação é de que as lentes sejam usadas de forma progressiva, aumentando as horas de uso gradativamente até que a pessoa se sinta confortável.

Quais as vantagens e desvantagens de usar as lentes?

Quando comparado com o uso de óculos de grau, as lentes de contato apresentam vantagens e desvantagens. Para fazer sua escolha, é importante considerá-las. Os principais benefícios são:

  • não embaçam e nem ficam molhadas;
  • as imagens não distorcem e nem há reflexos indesejados;
  • as lentes não escorregam;
  • maior praticidade na realização de atividades físicas;
  • oferecem uma aparência natural.

No entanto, como todas as coisas, também existem desvantagens no uso das lentes. São eles:

  • rasgam com facilidade se forem mal manipuladas;
  • deixam os olhos secos e irritados;
  • maior risco de infecções ou de complicações nos olhos;
  • exigem cuidado diário e manutenção regular;
  • são mais caras do que os óculos.

Como colocar o acessório corretamente?

Embora não seja um processo fácil de aprender, com o passar do tempo a colocação das lentes de contato será menos complicada. O primeiro passo é higienizar as mãos antes de manipulá-las.

Posteriormente, você avalia o lado correto das lentes. Para isso, basta colocar uma delas na ponta do dedo. Se ficar com formato de um prato fundo, está invertida. Para inseri-las nos olhos, utilize a mão que tem maior habilidade.

Assim, segure a lente com ela e puxe a pálpebra inferior com a outra mão. Em seguida, olhe para baixo e coloque o acessório na parte branca superior do olho. Feche os olhos por um tempo e depois pisque até que a lente se encaixe.

Ademais, para retirá-las basta limpar as mãos, segurar a pálpebra, arrastar a lente até a parte branca inferior do olho e puxá-la para fora.

Como cuidar das lentes?

Higienizar as lentes de contato é fundamental para evitar inflamações, infecções e outros problemas nos olhos. Para isso, você precisa lavá-las antes de guardar, assim como o estojo. Outro cuidado importante é acompanhar a validade do produto. Caso esteja vencido, descarte.

Você deve remover as lentes antes de dormir para evitar ressecamentos. Caso esqueça, basta pingar um pouco de colírio e removê-las. Ademais, esse é um acessório de uso individual e não deve ser compartilhado.

Portanto, após a leitura deste post, você aprendeu tudo o que precisava sobre o uso das lentes de contato. Além de todos esses cuidados, você também precisa fazer visitas periódicas ao seu oftalmologista.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular in Todos
Lentes de contato: quando e por que usar

Lentes de contato: quando e por que usar

Quem precisa de óculos ou lentes de contato já está familiarizado ao uso de lentes oftálmicas, essenciais para compensar erros de refração, ou, simplesmente, problemas de visão. Para sua produção, podem ser utilizados vidro, que são materiais minerais, ou policarbonatos, materiais orgânicos. Para compreender o funcionamento das lentes de contatos, é preciso compreender o olho o humano e a formação da imagem nele.

A imagem se forma na retina, mas, antes disso, os raios de luz são refratados da córnea para o interior do olho, onde também são refratadas pelo cristalino, que é quem capacita o olho para ver tanto objetos distantes quanto próximos.

O que são lentes de contato

Inventadas pelo fisiologista alemão Adolf Eugen Fick e modernizadas pelo químico tcheco Otto Wichterle, as lentes de contato têm variados objetivos, sejam corretivos, cosméticos, corretivo-cosméticos ou terapêuticos e são utilizadas na superfície da córnea do olho.

Antes de Fick e Wichterle, as lentes de contato foram propostas por Leonardo da Vinci e René Descartes, nos séculos XV e XVI, respectivamente.

Quando usar

Nem sempre as lentes são utilizadas por quem tem algum problema de visão, sendo também úteis a quem busca alguma finalidade estética, como mudar a cor dos olhos.

Estas podem ser opacas, para transformar completamente a cor do olho, ou de melhoramento, para destacar a cor natural e tornar os limites da íris mais definidos.

A forma mais comum de uso, entretanto, é para corrigir alguma alteração patológica. Vamos a elas?

Miopia

Quem sofre desta condição precisa de óculos ou lentes para ver objetos distantes. Para esta finalidade, as lentes são mais finas no centro, direcionando melhor a luz para a retina.

Hipermetropia

Grosseiramente, é o contrário da miopia, ou seja, é a dificuldade em enxergar coisas que estão próximas. Neste sentido, são mais finas nas bordas e grossas no centro.

Astigmatismo

É um alteração na córnea que faz a visão ter um aspecto embaçado, sobretudo nas bordas. Assim, a imagem é recebida pela retina com vários focos, dificultando seu trabalho.

As lentes para astigmatismo são um produto recente, em formato cilíndrico e também são conhecidas como lentes tóricas.

Quando não usar lentes de contato

As restrições ao uso de lentes de contato são pequenas, mas precisam ser lembradas sempre.

Apesar de não haver contraindicação, o uso precisa ser mais atento e acompanhado em alguns casos, como no de profissionais que estão em contato frequente com poeira, giz ou produtos químicos, pois podem apresentar dificuldades.

Grávidas também podem sofrer com o uso das lentes, por causa das alterações de humor. As lágrimas, durante a gravidez, podem obter aumento de gordura e diminuição de água, causando algum desconforto na região das lentes por conta do fenômeno conhecido como olho seco.

Conhecendo a história e o que são as lentes de contato, bem como quando elas se tornam úteis ou quando podem configurar um incômodo, é imperativo relembrar que o uso deve sempre ser acompanhado por um oftalmologista competente e de confiança.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular in Todos
5 erros graves cometidos por quem usa lentes de contato

5 erros graves cometidos por quem usa lentes de contato

As lentes de contato são uma excelente opção para quem não se adapta muito bem aos óculos ou querem variar o visual. Também são utilizadas como abordagem terapêutica após a realização de algumas cirurgias oculares ou para tratar determinadas doenças que afetam os olhos.

No Brasil, estima-se que cerca de 2  milhões de pessoas façam uso das lentes de contato reutilizáveis ou descartáveis, por algum motivo. Entretanto, apesar das facilidades que esse produto oferece aos portadores de ametropias e outros problemas oftalmológicos, também pode representar um risco para a saúde ocular.

Isso acontece devido às características frágeis que os olhos possuem, uma vez que é um órgão exposto com baixa proteção. Ao entrar em contato direto com a membrana superficial da córnea, as lentes de contato são capazes de transportar diversos agentes infecciosos para dentro do olho.

O resultado disso pode ser infecções e inflamações diversas, cegueira momentânea e até mesmo prejuízos perenes na visão. Entretanto, o risco oferecido pelas lentes de contato só se tornam um problema real porque os usuários não seguem as recomendações dos especialistas e dos fabricantes de forma apropriada.

Entenda quais são os piores erros cometidos por quem usa lentes de contato.

Principais descuidos ao utilizar as lentes de contato

Uso prolongado

A maioria das lentes não são fabricadas para serem utilizadas por longos períodos de tempo. As lentes com baixo grau de oxigenação, por exemplo, indicam que a córnea não está recebendo oxigênio satisfatoriamente. Isso pode resultar em morte precoce de algumas células superficiais do local, facilitando a ação de agentes infecciosos.

Não tirar as lentes de contato para dormir

A lente é uma barreira para a entrada de oxigênio na córnea. Quando a pessoa dorme, esse processo fica ainda mais difícil, oportunizando o desenvolvimento de lesões e úlceras de córnea.

Não higienizá-las corretamente

Bactérias e fungos se proliferam com facilidade em lentes de contato. Isso ocorre porque as pessoas acham que limpar apenas com soro fisiológico ou água é suficiente. Não é. A água pode ajudar a contaminar a lente, uma vez que pode estar infectada com bactérias e substâncias causadoras de irritação. Já o soro fisiológico, não tem função antibactericida. Existem produtos no mercado especializados para desinfectar as lentes e isso precisa ser realizado sempre antes e após o uso.

Não esterilizar e trocar os estojos de armazenamento

Os estojos de armazenamento das lentes podem armazenar bactérias e fungos se não forem esterilizados com a constância correta. Pelo menos uma vez ao mês, deve-se fervê-lo em água por 30 minutos. A troca, deve ser realizada a cada  meses.

Não lavar as mãos ao manuseá-las

Nossas mãos são grandes vetores de doenças quando não fazemos a higienização nos momentos corretos. Ao entrarmos em contato com qualquer superfície contaminada, podemos facilmente sermos infectados por diversos tipos de doenças.

No caso das lentes de contato, a higienização com água e sabão deve ser realizada sempre antes do manuseio. Além disso, o uso de toalhas felpudas para enxugá-las após a limpeza tem um porém. Essas toalhas soltam fibras de tecido que podem grudar na lente ao serem aplicadas e irritar a córnea

O que fazer se houver sinais de infecção?

Se o olho ficar vermelho de uma hora para outra e acompanhar sintomas como coceira, inchaço, secreção, dor, sensibilidade à luz, entre outros, a primeira coisa a se fazer é retirar a lente de contato. Esses sinais não devem ser encarados como passageiros. Agende consulta com seu oftalmologista o mais rápido possível, pois poderá significar alguma infecção.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular in Todos
Os riscos da falta de higiene com as lentes de contato

Os riscos da falta de higiene com as lentes de contato

Você sabia que lentes de contato mal higienizadas podem causar infecções e danos irreversíveis aos olhos? Existem bactérias e fungos que adoram utilizar esses produtos como meio de proliferação. O olho, como sabemos, além de ser um dos órgãos essenciais, por ser responsável pela nossa visão, é também muito sensível.

Devido à fragilidade dos olhos, é preciso que haja atenção especial nos cuidados de limpeza e manuseio dos materiais que mantém contato próximo a eles. Isso porque até a água pode ser meio de contaminação, dependendo do tipo de bactéria presente nela.

Felizmente, quando tratados a tempo, a maioria dos casos de infecções e inflamações decorrentes do mau uso das lentes podem ser recuperados. Entretanto, se houver danos mais graves à córnea, a visão poderá ficar prejudicada para sempre.

Os riscos da limpeza incorreta das lentes de contato

As pessoas que utilizam lentes de contato oculares reutilizáveis são constantemente aconselhadas quanto à limpeza e manipulação desses produtos.  E não é para menos! Aquilo é um corpo estranho que entra em contato direto com os olhos, sem proteção.

Tanto as nossas mãos, quanto o estojo de armazenamento podem conter agentes infecciosos que se proliferam onde quer que entrem em contato. O grande risco da limpeza inadequada das lentes, então, é exatamente o festival de infecções que podem afetar os olhos. Isso acontece devido à quantidade de substâncias e agentes, advindos de diversos lugares, que vão se acumulando na lente mal higienizada.

A consequência desse descaso com a limpeza pode ser uma simples irritação ou até mesmo a cegueira. Conheça os principais problemas causados pelas lentes sujas.

Problemas causados pelas lentes de contato infectadas

Irritações

Os resíduos que vão se juntando na lente quando ela não é limpa conforme as orientações do fabricante, passam para o olho assim que eles entram em contato. Como os olhos são frágeis, é comum ficarem vermelhos, lacrimejando e transmitindo a sensação de que há areia ao piscar.

Úlcera de córnea

As úlceras de córnea são provocadas por alguns agentes infecciosos que se depositam nas lentes e acabam infectando os olhos, quando há o contato. Causam uma dor muito forte, sensação de corpo estranho, vermelhidão e alta sensibilidade à luz. As complicações desses casos podem resultar em perfuração da córnea ou cicatriz fibrosa que compromete a visão.

Conjuntivite

As conjuntivites bacterianas são transmitidas por meio do contato com objetos contaminados. No caso das lentes de contato, as bactérias podem se alojar ali até serem conduzidas aos olhos. Causam dor, vermelhidão, secreção e alto risco de infectar outras pessoas.

Ceratite

Ceratite é a inflamação que ocorre na camada superficial da córnea. Uma das razões mais comuns para o aparecimento desse problema é a má higienização das lentes de contato. Quando o tratamento não é realizado de forma apropriada, pode provocar cegueira momentânea.

Como higienizar as lentes de contato corretamente

As lentes de contato precisam ser higienizadas antes e depois da utilização. Sempre que for manuseá-las lave as mãos com água e sabão. Após retirá-las do estojo, utilize o produto recomendado pelo seu oftalmologista ou pelo fabricante das lentes para limpá-la. Ao pingar o produto, pressione-a levemente com as pontas dos dedos para tirar qualquer resíduo da superfície. Ao guardá-las no estojo, certifique-se que ele se encontra limpo e troque a solução de armazenamento a cada no uso.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular in Todos
Entenda a diferença entre as lentes de contato

Entenda a diferença entre as lentes de contato

Está querendo deixar os óculos para trás ou recebeu recomendações médicas para usar lentes de contato? Saiba que não existe um único tipo para procurar! Neste artigo, vamos explicar a diferença entre as lentes de contato e suas indicações.

Os tipos de lente costumam ser divididos pela função de correção visual, pelo descarte de cada uma ou pelo material de fabricação (rígidas ou gelatinosas). Antes de decidir por um deles, entenda mais sobre cada lente e converse com seu oftalmologista sobre qual a melhor opção para o seu caso!

Tipos de lentes de contato

1. Descarte

Existem lentes que devem ser descartadas diariamente, e algumas com trocas programadas, que podem ser quinzenais, bimestrais e até anuais. As de descarte diário possuem a vantagem de serem mais fáceis de manter, diminuem os riscos de infecção e são normalmente mais bem aceitas por quem não tem o costume de usar lentes.

Já as de descarte mais demorado requerem mais cuidados, principalmente no quesito limpeza. A vantagem é principalmente econômica, visto que elas poderão ser usadas por mais tempo antes de precisarem de substituição.

2. Rígidas ou gelatinosas

As lentes rígidas são as mais duráveis – são elas que podem ter descarte anual, por exemplo. Elas são recomendadas para quem tem altos graus de miopia e astigmatismo, ou para quem possui outras doenças oculares específicas. São mais fáceis de limpar, mas costumam ser mais desconfortáveis, então podem ser complicadas para quem tem muita sensibilidade nos olhos. Elas normalmente são de PMMA ou acrílico.

As gelatinosas servem bem para quem possui graus baixos e/ou possuem olhos sensíveis. São de curta duração: não precisam ser necessariamente de descarte diário, mas não ultrapassam os dois meses, na maioria das vezes. São mais confortáveis, e nem sempre precisam ser utilizadas para correção; as lentes coloridas, usadas por estética, são gelatinosas.

3. Funções visuais

Elas podem ser usadas para resolver graus diversos de miopia, hipermetropia, astigmatismo (com lentes tóricas) ou presbiopia (lentes multifocais).

O que é ideal para mim?

Apesar de algumas lentes serem mais recomendadas para determinados problemas e situações, isso é uma resposta muito individual. Você pode possuir um grau de astigmatismo alto, por exemplo, o que pode significar que seria melhor escolher uma lente rígida, mas se você não se acostumar a ela, é preciso tentar outros tipos. Em alguns casos, as lentes podem simplesmente não funcionar para o seu estilo de vida, ou ao menos não mais do que os óculos.

De qualquer maneira, a escolha das lentes de contato é uma parceria entre o paciente e o oftalmologista. Um lado apresentará as razões médicas, e outro apresentará suas condições físicas e habituais. O resultado deve ser eficiente e confortável.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular in Todos